Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Quanto Mais Velhos Mais Babosos!

Entrei no autocarro meio "azombinada" devido ao cansaço e ao raio do tempo que ainda não decidiu se quer chover ou fazer sol. Amusentei-me no meu banco preferido (eu entro na paragem de partida do autocarro!) carregada das minhas tralhas habituais - mala tiracolo e "mala da escola" - e mais um saquinho com um presente precioso: uma moldura feita com molas com a imagem da Sininho, feita especialmente por mim por um aluno.

 

Sigo no autocarro, apreciando as ruas e as nuvens que cmeçam a condensar-se acima de nós. Entram passageiros em todas as paragens, atafulhando o autocarro. Numa das paragens entra uma moça vulgar mas alta. Vestia não muito bem mas tinha umas pernas altas que era impossível não percebermos a sua existência. Apercebi-me, então, que seguia no banco por detrás de mim um homem de alguma idade.

 

Assim que o homem teve percepção da presença da moça, sentiu-se aflitivamente perturabado. Foi nessa altura que começou um sem fim de disparates. Começaram os suspiros altos e, como isso não foi suficiente, decidiu utilizar outras estratégias. Primeiro julgou-se um pássaro, quiçá uma águia com as garras de fora pronta a apanhar a sua presa, e desatou a piar. Só se ouvia "piu... piu... piu...". Como isto não era ridículo o suficiente, decidiu-se transformar em descompressão-de-pneu-de-autocarro. Eu explico: o sacana do homem começou a sibilar como se estivesse a soltar ar comprimido, tipo panela de pressão. E eu é que estava a gramar esta parvoíce toda e a ter os meus cabelos arrepelados de vez em quando pois a moça nem deu conta do homem. Quando chegou à sua paragem desceu e pronto!

 

De soslaio, topei a figura do homem. Pobre ser engelhado! Era capaz de ser bom alguém dizer-lhe que ele tava bom era pa ir pra cova e não para engatar uma miúda. Por isso vos digo: quanto mais velhos, mais babosos!